13 de Maio em Fátima, Alegria e Amor

13 de Maio em Fátima, Alegria e Amor

Como não se via há muitos anos, foi o comentário que ouvi algumas vezes nos dias 12 e 13 de maio, quando milhares de pessoas compareceram às comemorações do aniversário das Aparições da Nossa Senhora em Fátima, neste ano, em que o Santuário volta a receber os peregrinos após dois anos de confinamento e restrições.

Muitas pessoas ainda mantinham o uso da máscara.

Voltar a ver as pessoas reunidas, muitas vezes, muitos sorrisos e abraços. A alegria dos que se reuniam em fé, neste dia tão especial.

Celebração do 13 de maio em Fátima, 2022.

Peregrinos do mundo, a celebrar a Alegria e o Amor

Pessoas vindas de diferentes partes do país e do mundo, foram indicados grupos de 26 países. O 13 de Maio traz-nos a memória da simplicidade como o Amor deve se propagar, da mãe que recebe os seus filhos.

A presença das crianças foi apontada, a recordar como a mensagem transmitida pela simplicidade de três pastorinhos.

O tema do Triénio para as celebrações “Como Maria, portadores da alegria e do Amor” estava refletido desde a noite de 12, com toda beleza do mar de luzes, ao adeus com os lenços brancos neste dia 13.

Peregrinos vindos de diferentes partes do mundo, a celebrar em Fátima o amor de Mãe, que acolhes a todos no seu colo.

O Caminho da Paz

O que nos coloca a refletir sobre a fala do Presidente das Celebrações, Mons. Edgar Peña Parra, Substituto para Assuntos Gerais da Secretaria de Estado do Vaticano, ao convocar os peregrinos “A escuta, feita de silêncio que abre o coração, ajuda a acalmar ressentimentos e rancores e reencontrar o caminho da paz”.

Outro momento de emoção, a levar o público às palmas, foi a bênção da Imagem Peregrina que será enviada de forma definitiva na Catedral de Lviv, na Ucrânia, como mensageira da Paz, tema que tem sido especialmente sensível a todos.

Silêncio que impacta na alma

Por duas vezes um grande silêncio fez-se presente nas celebrações, a demonstrar a importância, penso que não apenas nestas ocasiões, de os termos na nossa vida. Silêncio do estado de oração, que acalma e nos conecta com Deus.

Já havia sentido um impacto no silêncio feito na celebração durante à noite anterior, quando do retorno da Imagem da Nossa Senhora à capelinha das Aparições. Agora, pela manhã dia 13, quando novamente se faz silêncio, ouvia-se o canto dos pássaros, o que me foi muito especial.

Deixo a imagem dos lenços no adeus, com sentimento de gratidão por esta oportunidade de presenciar tanta alegria e amor por aquilo que não se vê, mas se sente na alma e no coração. Continuamos aqui, em Fátima, a sua espera.

Nosso muito obrigada a equipa da Assessoria de Imprensa do Santuário.

13 de Maio em Fátima, Alegria e Amor