O Rosário e o Terço católico

O Rosário e o Terço católico

O Rosário católico é uma das mais importantes representações práticas de devoção à Nossa Senhora, é designado por este nome correspondendo ao significado de “Coroa de Rosas”.

Foi nos dado a conhecer através de aparições e inspirações marianas como um instrumento potente em direção à verdadeira paz.

Consiste na recitação seriada de orações com o auxílio de uma corrente com contas ou nós, que recebe o mesmo nome. A menor parte do Rosário recebe o nome de Terço.

O terço seria a terça parte do rosário e contém 50 Ave-Marias, contudo, atualmente, o Rosário é composto por quatro partes.

Origem do Rosário

A origem do Rosário remota da antiguidade do cristianismo, quando monges cristãos, que viviam em retiro e solidão, utilizavam-se de pedrinhas para contar as suas orações, posteriormente, são incorporadas 150 contas em um fio.

Essa forma de oração e devoção mariana foi desenvolvida em 1214 por São Domingos de Gusmão.

Em 1328, narra-se que a Nossa Senhora apareceu a São Domingos, recomendando-lhe a reza do Rosário para a salvação do mundo. Nasceu assim a devoção do Rosário, que significa coroa de rosas oferecidas a Nossa Senhora.

Em meados de 1365, o monge Cartuxo Henrique de Halkar separou as 150 saudações angélicas (a primeira parte da Ave Maria) em dezenas, intercalando entre cada dezena um Pai-Nosso.

Frei Alan de Rupe, frade dominicano, em 1470, foi inspirado a unir um pensamento (uma intenção) a recita de cada Ave-Maria.
Por fim, no século XV temos a formulação do terço como o conhecemos com a meditação de um Mistério da vida de Jesus a recitação de cada dezena do terço.

Quantos Terços tem um Rosário

Inicialmente, o Rosário foi dividido em três partes iguais, com cinquenta contas cada e que corresponderiam ao conjunto de três mistérios que contemplariam a vida de Jesus: os da Alegria (Gozosos), os Dolorosos e os Gloriosos.

Por corresponderem à terça parte recebeu o nome de “Terço”, contudo, quando rezamos um Rosário, rezamos quatro Terços. Em 2002, o Papa João Paulo II acrescentou mais um conjunto de mistérios ao Terço, os chamados mistérios Luminosos. O Rosário passou a ter 200 orações.

Atualmente, cada Terço compreende um conjunto especial de quatro Mistérios:

  • Mistérios Gozosos;
  • Mistérios Luminosos;
  • Mistérios Dolorosos; e
  • Mistérios Gloriosos.

Como é dividido o Terço

Cada terço é composto por cinco mistérios de nossa Redenção. Cada mistério, por sua vez, é contemplado com uma meditação própria e a recitação de:

  • um Pai-Nosso;
  • dez Ave-Marias (por isso às vezes se chama um mistério de “dezena”);
  • um Glória ao Pai; e
  • Jaculatórias segundo o costume da família ou grupo de oração.

Os pedidos de Nossa Senhora para rezarmos o Terço

Em 1917, Nossa Senhora pede aos três Pastorinhos de Fátima:

Rezem o terço todos os dias, para alcançarem a paz para o mundo e o fim da guerra.

Além de pedir que rezem o terço, Nossa Senhora lhes ensina duas orações. Veja aqui.

Fontes:

Ebooks das Aparições de Nossa Senhora de Fátima

https://www.salusincaritate.com/2015/06/santo-terco-2-origem-do-santo-terco-e.html

https://koinonialivros.com.br/terco/detalhe_origem_terco.html


RAÍZES DE FÁTIMA, PEREGRINAR COM A ALMA

Conheça todas as experiências Raízes de Fátima, presenciais e online, acesse agora este link.

Se estiver interessado nas experiências online, pode optar por:

Baixar a coleção de ebooks das aparições da Nossa Senhora de Fátima e do Anjo;

Colocar na sua agenda as lives do Peregrinar com a Alma (conversas com Eliana Oliveira e participação de Carla Barbosa);

Colocar na agenda as lives Conversas Peregrinas (com Maria Alice Campos);

Se inscrever no Curso online 13 Lições der Fátima para Transformar a sua Vida (uma jornada de preparação espiritual e material);

Se inscrever no Curso online Peregrinar a pé (Preparação para sua jornada).